Início / Blog / Biologia / O que é cadeia alimentar?

O que é cadeia alimentar?

Responsive Image

A cadeia alimentar é um tema muito importante da Biologia e que pode cair no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e no vestibular, já que é um assunto em que podemos facilmente relacionar conteúdo científico com questões cotidianas. 
 
Se você ainda não sabe o que é cadeia alimentar e suas características, fique tranquilo. Contamos com a ajuda do professor de Biologia do Hexag, Heider Mendonça Andrade, para explicar mais sobre este assunto. Continue a leitura e confira!

O que é cadeia alimentar?

Cadeia alimentar é uma sequência de organismos em que um serve de alimento para o outro, representando como a energia química contida na matéria orgânica que faz parte do corpo do produtor pode ser transferida para os demais seres vivos.

Níveis tróficos

Um nível trófico é o conjunto de organismos de um ecossistema que possuem o mesmo tipo de nutrição. Podemos destacar os produtores, consumidores e decompositores.

Produtores

Os produtores são autótrofos, ou seja, utilizam substâncias inorgânicas como água e gás carbônico e uma fonte de energia, como a  energia luminosa, para sintetizar o seu próprio alimento. O principal exemplo de seres produtores são os fotossintetizantes, como as plantas e as algas.

Consumidores

Os consumidores são seres heterótrofos que, por não serem capazes de sintetizar o seu próprio alimento, dependem direta ou indiretamente da matéria orgânica produzida pelos autótrofos. Ou seja, eles precisam se alimentar de outros organismos. Nesta classificação, podemos abranger todos os animais.
 
Os consumidores primários são os herbívoros, que se alimentam predominantemente de vegetais. Podemos citar como exemplos o coelho, o cavalo e a girafa. Já os consumidores secundários são os carnívoros, ou seja, se alimentam principalmente de carne, ou podemos dizer também que se alimentam do nível primário. 
 
Os consumidores terciários são representados pelos carnívoros de grande porte, que se alimentam dos consumidores secundários. Neste último nível trófico também são encontrados os chamados detritívoros, os animais que se alimentam de restos orgânicos. Alguns exemplos são os urubus, abutres e minhocas.
 
Também é importante lembrar dos animais onívoros, que comem tanto vegetal como carne, e podem fazer parte dos consumidores primários e secundários. São eles a gaivota, o avestruz, etc.

Decompositores

Os decompositores são muito importantes para o ciclo da cadeia alimentar. Eles são organismos heterótrofos que, ao degradarem a matéria orgânica presente nos consumidores ou produtores mortos, obtém alimento. Neste processo, os decompositores liberam para o ambiente substâncias inorgânicas que podem utilizadas pelos produtores. São exemplos de decompositores as bactérias e fungos.

Exemplos de cadeia alimentar

Para ficar mais fácil de entender como funciona a cadeia alimentar, vamos dar exemplos práticos das cadeias alimentares terrestre e aquática, veja só. 

Cadeia alimentar terrestre

Nas cadeias alimentares terrestres temos, dentre vários exemplos, plantas, que servem de alimento para insetos, que servem de alimentos para sapos, que por sua vez podem servir de alimentos para serpentes. Seguindo este exemplo nós temos:
 
PLANTA -> INSETOS -> SAPOS -> SERPENTES
 
Neste caso, a planta é o produtor, pois é capaz de produzir seu próprio alimento a partir da fotossíntese. Os insetos comem a planta, portanto são consumidores primários, e depois servem de alimento para o sapo, que, por sua vez, serve de alimento para a serpente. Podemos citar ainda as aves, como o gavião, que se alimentam de serpentes. Por fim, depois de mortos, esses animais servirão de alimento para os organismos decompositores, que transformam a matéria orgânica em minerais, que são consumidos pelas plantas. Assim, se inicia um novo ciclo.

Cadeia alimentar aquática

Além das cadeias terrestres, podemos citar as cadeias aquáticas, como o fitoplâncton como produtores, que servem de alimento para o Zooplâncton, que podem servir de alimentos para peixes menores, que servem de alimentos para peixes maiores. Então temos:
 
FITOPLÂNCTON -> ZOOPLÂNCTON -> PEIXES MENORES -> PEIXES MAIORES
 
Os peixes maiores, por sua vez, são consumidos pelas aves, que, ao morrerem, servem de alimento para os decompositores.
 
Como foi possível observar, na cadeia alimentar aquática acontece da mesma forma que a terrestre. Novamente, os produtores servem de energia e alimento para os consumidores que, após morrerem, são consumidos pelos decompositores, que geram matéria inorgânica para as plantas. E assim, o ciclo começa novamente.

O que pode cair no Enem e no vestibular

Segundo o professor Heider, de Biologia, o vestibular pode abordar este tema de diversas formas, algumas delas são: questões que pedem a identificação de seres vivos e seus respectivos níveis tróficos em uma cadeia alimentar, questões sobre análise de fluxo de matéria e energia nas cadeias alimentares, pirâmides ecológicas, impactos gerados nas teias alimentares com a retirada ou a introdução de algumas espécies e como um poluente não biodegradável se acumula ao longo de uma cadeia alimentar (magnificação trófica).
 
Agora você já sabe o que é cadeia alimentar e suas principais características. Quer mais dicas para o Enem e o vestibular? Acesse o Blog do Hexag Medicina e confira nossos artigos.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

user

Comentários

Responsive Image

Bitnami