Início / Blog / Vestibular Medicina / Saiba como aumentar a sua nota no Enem

Saiba como aumentar a sua nota no Enem

Responsive Image

Nesse Minuto Coaching, o coach Nando Nizoli esclarece uma dúvida muito comum, que pode ajudar o vestibulando de medicina na hora da prova do Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, que acontecerá nos próximos dias 05 e 06 de novembro. A dica é para ajudar o vestibulando a aumentar a sua nota no Enem.

Sim, isso é possível! Basta seguir as dicas dadas no vídeo.

TRI (Teoria de Resposta ao Item)

O Enem classifica as suas questões de acordo com a TRI (Teoria de Resposta ao Item) e, dessa forma, busca premiar os alunos mais coerentes com uma pontuação maior, ou seja, o Enem pede coerência aos candidatos nas respostas assinaladas. Assim, o aluno mais coerente tem uma nota maior e o aluno menos coerente tem uma nota menor.

O Enem cobra coerência nas respostas

Para cobrar essa coerência dos candidatos, o Enem divide as suas questões em três níveis de dificuldade: fácil, médio e difícil. Esses níveis já estão pré-estabelecidos pelo próprio Enem. Um aluno incoerente, por exemplo, acerta muitas questões difíceis e erra muitas fáceis, ou seja, para o Enem esse aluno escolheu de forma aleatória as suas respostas, “chutou” as alternativas no momento da prova. Já um aluno coerente, por exemplo, acerta muitas questões fáceis e busca através de seus conhecimentos, acertar a maior quantidade de questões médias e difíceis.

A maior quantidade de questões acertadas pelo candidato deve ser de questões fáceis, e a partir daí o aluno deve procurar aumentar a sua nota gradativamente ao acertar questões médias e difíceis.

Questões fáceis, médias e difíceis

Para identificar uma questão fácil na hora da prova o aluno deve fazer uma leitura prévia da prova e encontrar as questões de leitura rápida, fácil entendimento e rápida resolução.

As questões de nível médio são aquelas de fácil entendimento, porém de complicada resolução, as quais o aluno deve deixar para fazer em um segundo momento, pois a ideia é priorizar as fáceis como se o candidato estivesse construindo uma pirâmide, na qual a base é composta pelas questões fáceis (maior quantidade), o centro é composto pelas médias e o topo pelas difíceis.

As questões difíceis são as de complexo entendimento e resolução trabalhosa.

A dica principal, então, é acertar a maior quantidade de questões fáceis possível, e depois buscar pontuar ao máximo as médias e difíceis.

Entenda, assistindo ao vídeo abaixo:

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

hexagmedicina

Comentários

Responsive Image