Início / Blog / Vestibular Medicina / Machado de Assis ou “a barbada do vestibular”

Machado de Assis ou “a barbada do vestibular”

Responsive Image

O vestibulando pergunta ao professor do cursinho: “Qual o autor que mais aparece no vestibular?”; e não é nenhum dom divino ou uma premonição quando os professores dão o veredito: Machado de Assis.
Criador da Academia Brasileira de Letras, o carioca Machado de Assis é o maior escritor brasileiro e reconhecido mundialmente por suas qualidades figurando recorrentemente os principais vestibulares do país. Para ter uma ideia, a lista unificada da FuvestUnicamp de 2010 a 2012 elencava “Dom Casmurro” e a lista de 2013 a 2015 optou por “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, ambas obras magnas do autor.

Sem dúvida suas obras são as representantes máximas do Realismo, inclusive o início desta Escola literária no Brasil se dá com a publicação de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, em 1881, remodelando a literatura e trazendo conceitos que negaram a prática romântica em voga até então.

E é por isso que o “Bruxo do Cosme velho”, como é conhecido Machado, é grande e entender suas inovações é a grande chave para se dar bem no vestibular.
Não podemos esquecer que ele começou escrevendo sobre o molde alencariano, com romances românticos como “Ressurreição”; “A mão e a luva”; “Helena”, “Iaiá Garcia”, mas sem dúvida seu reconhecimento se dá pelas obras Realistas.

O diálogo com o leitor, a digressão, a metalinguagem e um mergulho na psicologia do homem montam este conjunto de genialidade temperada por uma ironia refinada que desnuda as aparências da sociedade burguesa com um cinismo elegante que fazem de Machado de Assis um dos maiores nomes da Literatura Mundial.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

professor lucas hexag

Lucas Limberti

Lucas Limberti é professor de Literatura no Hexag Vestibulares.

Comentários

Responsive Image