Início / Blog / Vestibular Medicina / FUVEST DIVULGA MUDANÇAS PARA O VESTIBULAR 2019

FUVEST DIVULGA MUDANÇAS PARA O VESTIBULAR 2019

Responsive Image

Com edital publicado no último dia 28, a FUVEST trouxe mudanças no processo seletivo 2019 para ingresso na USP. 

Duas grandes mudanças eram aguardadas para a FUVEST 2019. A primeira delas refere-se às disciplinas da segunda fase, que – como muitos já sabiam –  será realizada em apenas dois dias. No primeiro dia ocorrerá a prova de Língua Portuguesa e Redação; e, no segundo, a prova das disciplinas específicas para cada carreira:

 

Com esta mudança, vemos de imediato que haverá uma importância maior da prova de primeira fase, já que a nota final será composta pela média aritmética das avaliações dos três dias.

Nos anos anteriores, a primeira fase tinha um peso de 25% no valor final.  A partir de agora, ela vale 33,3% do total da nota. Com isso, todas as notas serão uniformizadas, e, portanto, possuirão valor de 0 a 100 pontos.

A outra grande mudança refere-se à distribuição de vagas nos institutos e faculdades. Em vestibulares passados, a FUVEST concedia bônus para alunos negros e/ou de escola pública como forma de implantar ações afirmativas. Já na prova de 2019, o bônus sai de cena e passa-se a adotar o sistema de RESERVA DE VAGAS, isto é, a destinação de um número específico de vagas para alunos nessas condições.

Coube a cada instituto decidir como a distribuição de vagas de reserva seria feita, mas – ao somarmos as vagas oferecidas pelo SISU às oferecidas diretamente pela FUVEST – vemos que a USP irá oferecer 40% de vagas para alunos que tenham cursado ensino médio público. Sendo assim, as vagas para as carreiras de medicina estarão distribuídas da seguinte forma:

 

Considerando 40% de vagas reservadas a alunos oriundos do ensino público e mantendo-se o número de vagas totais do ano anterior destinadas ao SISU, é provável que sejam oferecidas neste sistema 30 vagas para Medicina-Pinheiros, e 23 vagas para Medicina – Ribeirão Preto. Entretanto, esse cálculo baseia-se numa suposição. É necessário aguardar ainda o edital do SISU para saber o número exato de vagas.

Nesse quesito, a quantidade a ser oferecida no curso de Medicina, em Bauru, ainda é uma incógnita, uma vez que – para completar as 60 vagas totais –  ainda faltam 18, que talvez sejam ofertadas via SISU (9 de ampla concorrência e 9 de cotas). Vale lembrar que em 2018 tanto a faculdade Ribeirão Preto como a de Bauru só abriram vagas para o SISU pelo sistema de reservas de vagas.

Diante de todo esse processo de modificação, outro detalhe também se faz importante: o número de pessoas convocadas para a segunda fase aumentou consideravelmente. A partir de agora, será convocada a quantidade de alunos correspondente a 4 vezes o número de vagas oferecidas na carreira. Nesse sentido, a nota de corte tende a cair, já que a quantidade de candidatos convocada em provas anteriores correspondia apenas a 3 vezes o número de vagas.

O Manual do Candidato, a ser publicado em agosto, trará todas as informações e esclarecimentos desse novo processo.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

Felipe Filatte

Coach da Unidade Hexag Medicina São José dos Campos

Comentários

Responsive Image