Início / Blog / Química / Um banho de ácido

Um banho de ácido

Responsive Image

Depois do aparecimento de Breaking Bad, dar aula de química se tornou algo interessante, pois, às vezes, aparecem perguntas bem inusitadas. Certa vez um aluno me perguntou se era possível sumir com um corpo colocando-o numa banheira cheia de ácido. A princípio fiquei meio desconfiado e um tanto quanto preocupado – sabe como é, né? – mas depois pedi que ele me explicasse melhor o motivo da pergunta.

Pois é… ele acabava de assistir a mais um episódio da dupla de traficantes/ fabricantes trapalhões de metanfetamina.

O professor Walter – assim como muitos professores de química – tem conhecimento que o ácido fluorídrico (HF) é capaz de dissolver um corpo pela destruição dos tecidos e também promover a descalcificação de ossos e dentes.

O ácido fluorídrico é um ácido interessante.

É um hidrácido moderado capaz de corroer o vidro pelo ataque da sílica que o compõe.

Observe abaixo as equações que explicam a reação:

SiO­2 + 4 HF — SiF4 + 2 H2O

SiF4 +  6 HF — H2SiF6 + 2 H2O

Tanto o SiF4 quanto o H2SiF6 são compostos voláteis.

Foi muito utilizado para gravação do número do chassi nos vidros dos automóveis e também para artigos de decoração em vidros e espelhos.

Além disso, o HF pode também reagir com alguns metais e alguns tipos de plásticos.

Bom, acho que você já entendeu, não é mesmo?

Se ele ataca o vidro, não deve ser estocado ou armazenado em recipientes deste material!

Mas, então, onde devemos guardar?

O ácido fluorídrico era armazenado em recipientes encerados em seu interior.

Hoje o armazenamento é feito em plásticos de polietileno ou Teflon (PTFE).

Voltando ao Breanking Bad.

Se você se lembra do episódio, o cozinheiro Walter recomendou especificamente que Jesse colocasse os corpos em containers feitos de plástico e não diretamente na banheira.

Sabemos que ele não fez isso.

E ainda bem que não o fez, pois assim tornou o seriado ainda mais interessante! Além de transformar um corpo numa massa disforme, Jesse conseguiu destruir a banheira bem como o chão do banheiro, fazendo com que toda aquela “mistureba” viesse abaixo.

Agora vamos aos fatos: seria mesmo possível acontecer o acontecido da forma como aconteceu?

Resposta: Não!

A enorme quantidade de ácido fluorídrico utilizada seria capaz de facilmente matar Jesse.

Muitos tipos de luvas seriam corroídas pelo HF na concentração utilizada, penetrando facilmente pela pele e chegando até ao tecido adiposo. Uma vez na corrente sanguínea, ele agiria rapidamente como um veneno.

Sem contar que a névoa de ácido seria extremamente mortal. Uma simples inspiração levaria a uma inundação dos pulmões!

Um caso real.

Na década de 1940, John George Haigh – conhecido como “Acid Bath Murder” – matou cerca de nove pessoas na Inglaterra. Ele utilizava ácido sulfúrico para dissolver os corpos, pois acreditava ser um método eficaz de sumir com eles.

Quando a polícia o prendeu, ele disse:

“O Sr Durand-Deacon não existe mais, eu o destruí com ácido. Você não pode provar o homicídio sem um corpo”.

Interessante, não?!

Até a próxima!

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

Professor Igor Hexag Medicina

Igor Saburo

Igor Saburo é professor de Química no Hexag Vestibulares.

Comentários

Responsive Image