Início / Blog / Geografia / Eita cafezinho bom! Uma análise geográfica da produção de café no Brasil

Eita cafezinho bom! Uma análise geográfica da produção de café no Brasil

Responsive Image

Uma das bebidas prediletas da população brasileira, o café ,surgiu na região da Etiópia, antiga Abissínia. Muitos apreciam a bebida pelo seu sabor e, outros, pelo suposto efeito estimulante que nos mantém dispostos para o trabalho e os estudos.

O café é um produto típico de áreas tropicais de média e alta altitude, pouco resistente ao excesso de calor ou umidade. A temperatura ideal para o cultivo fica entre 19° C e 21°C, condição encontrada no clima tropical de altitude, embora haja algumas variedades que suportem temperaturas um pouco maior. Essas características selecionaram a região Andina da América do Sul (com destaque para Colômbia) e as terras altas do Sudeste (destaque para Minas Gerais e Espírito Santo, na região dos mares de morros) como lugares ideais para o cultivo do produto.

A primeira tentativa de cultivo se deu no século XVIII no estado do Pará, porém foi mal sucedida. Somente quando foi introduzido no Vale do Paraíba(RJ) é que houve sucesso na empreitada. O Brasil se transformou ao longo do século XIX em um grande exportador do produto e, rapidamente, o cultivo se expandiu para o Vale do Paraíba paulista e zona da Mata mineira. A relação de trabalho predominante era a escravidão.

Com o progressivo declínio da produtividade, decorrente da perda de fertilidade do solo, a produção de café no Vale do Paraíba perdeu espaço para uma nova área agrícola: o Oeste Paulista. A nova região produtora tinha solos mais férteis (terra roxa), relevo com menor declividade e índices de chuva mais modestos. No Oeste Paulista, além da presença do trabalho escravo, se praticava também o trabalho assalariado, o que consistiu em uma vantagem no momento em que houve a abolição da escravatura, pois o Oeste absorveu melhor os impactos econômicos do fim da escravidão. Já no Vale do Paraíba, a abolição acelerou a decadência da economia cafeeira.

Hoje no mundo, além do Brasil e da Colômbia, se destacam na produção de café Vietnã, México, Indonésia, Guatemala, entre outros. No Brasil, os maiores produtores são Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, São Paulo, Bahia e Rondônia.

Quando leu este artigo, “bateu” um sono? Que tal uma xícara de café? Não exagere, para deixar seu estômago feliz.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

professor ricardo hexag

Ricardo Rocha

Ricardo Rocha é professor de Geografia no Hexag Vestibulares.

Comentários

Responsive Image