Início / Blog / Cultura e Lazer / Lazer Cultural e Reflexivo

Lazer Cultural e Reflexivo

Responsive Image

Às vezes você, vestibulando, em meio a equações, fórmulas, mapas e regras gramaticais, se sentindo cansado, de “saco cheio” ou com pouco de tempo dedicado a um momento “relax” consigo mesmo, fica com aquela sensação de “tenho que estudar, então deixa pra próxima”. Mas neste momento de desgaste físico e psicológico, os horários de lazer são extremamente importantes e é possível curti-los ao mesmo tempo em que se enriquece o seu currículo cultural e reflexivo, o que te ajuda para o vestibular e também para a ampliação do seu capital cultural. Em São Paulo há uma série de museus fechados e até mesmo os “a céu aberto” em endereços que possuem grande diversidade em detalhes geográficos, sociológicos e históricos, como Museu da Língua Portuguesa, MASP, Vale do Anhangabaú, Memorial da Imigração, entre outros.
Mas é possível também vivenciar este momento de lazer e estudar em casa assistindo a um bom filme que transmita informação e instigue a reflexão. É possível elencar uma série de títulos e você mesmo possivelmente deve lembrar de um filme a que assistiu e há assuntos que você viu nas aulas e serão úteis na hora de encarar o vestibular.
Entre vários títulos possíveis, aproveite este espaço para indicar a vocês A VIAGEM DA ESPERANÇA (Reise der Hoffnung – 1990), filme Suíço e com a maior parte dos diálogos em turco, que fala sobre como funciona o esquema de tráfico de mão de obra ilegal nos polos econômicos europeus.
No filme, Haydar (Necmettin Çobanoglu) é um pecuarista que vive dias difíceis na Turquia e recebe um cartão postal de seu primo que mora na Suíça e lhe apresenta dias prósperos nesta terra das oportunidades. Essa história encoraja Haydar a vender animais e parte de suas terras para levantar dinheiro e pagar a viagem para a Suíça, junto com sua esposa e um de seus sete filhos. Mas ele utilizará intermédio de um grupo que trabalha com o tráfico de mão de obra na Europa, que os transportará até a Suíça em troca de uma boa quantia em dinheiro, sob condições péssimas de viagem e trabalhos de natureza duvidosa.
Este filme nos mostra a imigração na ótica dos imigrantes, com a esperança por uma vida melhor e o desespero de continuar estagnado, com um misto de inocência pela não compreensão da dimensão do quão é ilícito a prática dos agenciadores (pelo menos aos meus olhos, os personagens são inocentemente persuadidos. Qualquer coisa, por favor opiniões diversas), de forma bem simples e humana. Boa dica para você entender mais sobre o ingresso de imigrantes ilegais nos centros europeus!

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

Luciano Kenji

Luciano Kenji é professor de Geografia no Hexag Vestibulares.

Comentários

Responsive Image